A Destruição Criadora

A História econômica mundial, pode muito bem ser dividida em dois grandes períodos, os quais são nitidamentes diferentes, separados pela Revolução Industrial, revolução esta que modificou totalmente a Terra, tanto para lados bons, em que ajudaram em muito o avanço da medicina, educação e comunicação, mas também nos prejudicaram em inúmeros casos, com a radioatividade, poluição sonora, contaminações e efeito estufa.

A grande diferença entre estas duas eras, é a necessidade de mudança, na Era Pré-Industrial, a população mundial achava belo a tradição, queriam deixar vivo a memória de suas antepassados, preservando costumes e deixar vivo suas culturas, o maior prazer de um pai era ver seu filho seguir sua profissão. Algo que é bem diferente da Era Industrial, onde todos estão sedentos por mudanças, famintos por novas tecnologias e movimentados pelo capitalismo.

Desde a revolução industrial a economia mundial vem sendo formulada através de ciclos, onde uma nova tecnologia movimenta a economia, fazendo antigas empresas caírem, e que empresários inovadores e ousados tentem colocar esta tecnologia em produção, para que ela chegue ao alcance do maior número de pessoas possíveis, derrubando antigas empresas que se julgavam “intocáveis” e criando um novo conceito em sofisticação.

A segunda parte deste ciclo talves seja a de mais estabilidade econômica, sendo possível, calcular exatamente os lucros da gigantes, que dominam completamente o mercado, pequenos empreendedores são sufocados pela falta de apoio e falta de capital, e logo são engolidos pelas gigantes, neste momento, o grande projeto de uma nova pode falhar, pois o que é inovador e ideal para a sociedade pode ser recusado pela sociedade pois não está na moda, uma tecnologia excepcional é trocada por uma tecnologia barata porque o mercado simplesmente não quer mudar, ou simplesmente esta tecnologia não chegou aos ouvidos da grande massa, não teve tempo o bastante para sobreviver ao mundo hostíl, ou simplesmente foram compradas pelas gigantes que estão se tornando cada vez mais fortes, sem concorrência, fazendo ataques hostís as pequenas empresas, o mundo está a seguir aqueles padrões, mas mesmo assim, os lucros destas grandes empresas caem drásticamente, pois estão com pouca margem de lucro, já que as grandes empresas que sobreviveram a esta inundação de tecnologia estão modernizadas, e a competição entre elas está a mil, qualquer deslize pode fazer um grande império cair em ruínas, é então que se inicia a última fase do ciclo, as tecnologias que iniciaram este ciclo estão em grande estoque nas lojas e já são consideradas tradicionais, o mundo vive alguns anos de crise, até que, do nada, surge outra grande inovação tecnológica para dar início a mais um ciclo.
O ciclo se inicia novamente, novos empreendedores ousados aniquilam as gigantes do mercado, e apostando em novas tecnologias para conseguirem se tornar as novas gigantes.

Nunca fui apaixonado por economia, mas minha paixão pela tecnologia me trouxe a este texto na escola, uma professora me citou esta teoria, ao pesquisar mais na biblioteca da escola me deparei com um texto muito explicativo sobre esta “destruição criadora”, uma idéia de Schumpeter. Espero ter conseguido explicar como funcionam estes ciclos, para que futuramente crie um tópico com o detalhamento destes ciclos.

Published in: on 14 setembro, 2007 at 2:01 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://originalidade.wordpress.com/2007/09/14/a-destruicao-criadora/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: